Como conseguir crescimento e ganho de peso do gado de corte com baixos custos

A produção de gado de corte requer alguns cuidados em matéria de nutrição. A alimentação dos animais precisa ser planejada para satisfazer as necessidades nutricionais e, ao mesmo tempo, ser economicamente viável.

Uma dieta balanceada é composta por vitaminas, proteínas, minerais, gorduras, açúcares, cálcio, fibra e água. E é a combinação destes elementos em quantidades adequadas que pode trazer os resultados esperados.

Neste artigo, vamos refletir um pouco sobre algumas práticas que podem ser utilizadas pelo produtor para ganhar peso sem elevar os custos. Acompanhe!

Busque conhecimento sobre nutrição animal

Um bom conselho inicial é a busca por conhecimento sobre nutrição animal. É importante, por exemplo, entender as características nutricionais dos alimentos ministrados e estruturar dietas para cada tipo de animal, considerando fatores como peso vivo, categoria, idade, sexo, porte, estado fisiológico etc.

Melhore a performance dos animais nas pastagens e no confinamento

Considerando as pastagens como a principal fonte de alimentação para ruminantes no Brasil (cerca de 95% da produção, de acordo com a Embrapa), é fundamental cuidar delas da melhor forma possível. Também é atenção especial durante os períodos em que o crescimento do pasto diminui devido a falta de chuvas, por exemplo, fornecendo a suplementação adequada.

De qualquer forma, a performance de alimentação do gado de corte tanto nas pastagens quanto no confinamento deve ser acompanhada com método. A ideia é certificar-se de que as proteínas, os minerais e a energia necessárias estão sendo absorvidos para que os objetivos de engorda sejam alcançado.

— Leia também: Boi 777: Mais lucro com menos tempo na pecuária de corte.

Preveja o consumo de alimentos e facilite o manejo do seu gado de corte

Planejar com antecedência as necessidades de suplementação, por exemplo, é muito importante. E isso em curto e longo prazo, ou seja, considerando o comportamento ingestivo dos animais nas diversas fases de seu crescimento.

Já quando falamos em baixos custos para ganho de peso do gado de corte, é importante considerar o manejo. Ele deve ser o mais simples possível, evitando a necessidade de contratação de uma equipe muito grande e também diminuindo o tempo do processo.

Um acompanhamento sistemático da nutrição dos animais facilita estes dois pontos citados. Obviamente, solicitar ajuda especializada pode ser muito útil e mais rápido do que agir apenas de maneira intuitiva e baseada na observação.

Utilize rações e suplementos de alta qualidade para seu gado de corte

Por fim, uma dica muito importante é a escolha das rações e dos suplementos adequados para os animais. Isso significa também que o fabricante dos produtos que ajudarão a compor a dieta deve ser avaliado em quesitos como: certificações e licenças governamentais, qualidade do processo de fabricação, qualidade dos produtos fornecidos etc.

De acordo com um estudo produzido pela Embrapa, o ideal na hora de fornecer rações e suplementos para o gado de corte é considerar os seguintes pontos:

  • ingredientes utilizados e a proporção de cada um deles;
  • planejamento da oferta diária de ração e/ou suplemento para os animais;
  • tempo de confinamento planejado/ideal;
  • custo esperado da arroba produzida, considerando: raça, tamanho (escala de 1 a 9), sexo, idade, condição corporal (escala de 1 a 9), peso vivo (quando solicitado o peso vivo em jejum, multiplicar por 0,94).

— Leia também: Mercado de Rações: Quem são estas empresas? Como é a regulamentação do setor e quais as principais estratégias por ele?

Conheça o Beef 200 + V

Nutratta Beef +200V é um produto indicado para compor a dieta de bovinos de corte em sistema intensivo de produção, seja confinamento ou semi-confinamento, com o objetivo de complementar as necessidades de minerais, fibras e proteínas nessas dietas.

Faça contato agora mesmo e tenha detalhes deste produto que vem ajudando produtores de norte a sul do país a elevar seus resultados com gado de corte!

Leave a comment